terça-feira, junho 06, 2006

4 comentários:

Graça Freitas disse...

Cara Maria, também tenho uma filha de 12 anos com a mesma neuropatia, só que num grau mais suave, se é que se pode dizer isto:ela mexe-se e faz a sua vida normalmente, mas está a ficar com os pés deformados, o que afecta a sua locomoção. Pelos jornais aqui da Madeira soube de uma feira para angariar fundos para o Tiago; no artigo mencionavam um turista que tinha a mesma neuropatia e que tinha sido ajudado em Milão. Pode dar-me alguma informação sobre isso?
Desejo-lhe muitas felicidades na sua luta pela saúde do seu filho, é uma Mãe excepcional.

Um abraço da Graça (Funchal)

Isabel Magalhães disse...

Cara Graça Freitas;

enviei este seu comentário à Maria Poeiras e deixo aqui o copy/paste do comentário que ela escreveu no meu blogue da pintura.

um abraço solidário.
I.

Olá,

Muito obrigada, pr enviar o comentário, mas penso que se trata da mesma pessoa, acho que foi na SextaFeira, uma senhora da Madeira, me pediu por telefone, que lhe enviasse, a tal clinica, e outros sites, referentes á doença, e pelo email que lhe enviei, com toda a informação, chama-se Graça Freitas.
Deve ser a mesma pessoa.
Mas envio na mesma, a tal clinica, ainda não obtive resposta, mas no nosso caso é mais complicado, o Tiago tem uma variante, mais complicada.
Espero que a senhora Graça, tenha, mais sorte.
Aqui vai: http://www.istituto-besta.it/Home.htm (email: web@istituto-besta.it)

Obrigada
Felicidades
Maria Poeiras

João Moutinho disse...

Antes de mais permita-me felicitá-la pelo humanismo patente no seu, o qual acabei de linkar. Penso não haver qualquer inconveniente da sua parte.

Isabel Magalhães disse...

Caro João Moutinho;

De modo algum... antes pelo contrário.

Qtas mais pessoas divulgarem o problema da Maria Poeiras e do bebé mais ajudará poderá daí vir.

Este é um blogue em que sou colaboradora apenas... e por motivos vários tem estado um bocado inactivo.

No entanto no meu outro blogue, o "à rédea solta" tb fiz a divulgação da forma que a Maria aarranjou para suprir carências económicas.

Obrigada pela visita e por estar atento aos que do estado pouco apoio têm.

Bem Haja.
IM.