sexta-feira, dezembro 21, 2007

IPO desmente pedidos de doação de pijamas

Os responsáveis do Instituto Português
de Oncologia desmentem a ligação da
instituição à campanha Movimento Pijaminha,
de entrega de pijamas.

O IPO garante que não precisa de roupa
para as crianças internadas.


Jornal Destak 20 de Dezembro de 2007

domingo, dezembro 16, 2007

AEPGA - Associação para o Estudo e Protecção do Gado Asinino

CAMPANHA DE NATAL 2007

Porque não pensar num presente original?

OFEREÇA O APADRINHAMENTO DE UM BURRINHO DAS TERRAS DE MIRANDA !



Uma das formas de apoio da AEPGA é o Programa de Adopções. Este programa visa a obtenção de fundos necessários ao funcionamento dos vários centros da Associação: Centro de Recria de Atenor e os Centros de Acolhimento de Duas Igrejas e Pena Branca. Para além de ajudar na manutenção destes centros e dos animais, estes fundos são também muito úteis na prestação dos cuidados veterinários aos asininos bem como nas actividades de sensibilização e promoção da raça.




Ao apadrinhar um burrinho das Terras de Miranda receberá um certificado de apadrinhamento, uma fotografia e um boletim sobre o desenvolvimento do seu burrinho. O seu contacto será inserido na lista de divulgação da AEPGA para que possa obter informações sobre as próximas actividades em que poderá participar, tornando-se, desta forma, um membro activo na preservação desta raça autóctone de forma a salvar um património genético, ecológico e cultural único no nosso país .


A AEPGA DISPÕE ON-LINE DE UMA LOJINHA ONDE PODERÁ ENCONTRAR DIVERSOS PRESENTES.

Desde burrinhos de peluche a T-shirts coloridas, de filmes/documentários a porta-chaves em forma de burrinho há muito por onde escolher e ao mesmo tempo ajuda a divulgar a Associação e a causa em defesa deste afectuoso e simpático animal.

Lojinha da AEPGA:







A AEPGA DESEJA-LHE UM BOM NATAL E UM FELIZ ANO NOVO!



Dois dos burrinhos para apadrinhamento:
foto da esquerda "AMORA"; foto da direita "CALIMERO"

sábado, dezembro 08, 2007

Clã - Aula Magna



O Universo parou… à volta da Cintura!!

Foi a vez dos CLÂ darem um espectáculo, na Aula Magna, de apresentação do novo trabalho “Cintura”.

Vou contra a minha “religião” e que me perdoem os “deuses do Progressivo”, até porque, e utilizando uma expressão muito em voga que até se torna brejeira, “sou muito eclético”, mas……… CARAMBA!! Fiquei extasiado; estarrecido; esmagado; impressionado; arrepiado; embasbacado; eriçado; absolutamente, completamente e sinceramente deslumbrado e fascinado!!

Para começar o palco apresentava-se arquitectado duma forma simples mas com um design excelente, arrumado e organizado.
Começou com cerca de 20 minutos de atraso, mas por culpa do bom do tuga que nunca chega a horas! Volta e meia via-se uma cabecita a espreitar atrás do palco para ver se a sala já estava mais composta e a coisa lá começou…
Em três palavras: a Aula Magna ia caindo quando entraram em palco!! Pronto não são três mas assim percebem a dimensão do que quero dizer!

Foram duas horas e qualquer coisa do mais absoluto “POWER”!!
Os Clã são, na gíria, uns “animais de palco”!
Com especial destaque para a Manuela Azevedo que é simplesmente uma
Mulher Extraordinária!!

Que me desculpe aquela moçoila do “Feijão com Arroz” a quem chamam furacão, mas o verdadeiro furacão, ciclone, terramoto, e todos os cataclismos, passaram ontem pela Aula Magna! Mas de catástrofe não teve nada! Nada mesmo a declarar!!
Dançou; pulou; cantou; durante duas horas sem parar! Nem para beber água! Sempre com um ritmo alucinante! Cheia de adereços encarnou cada música como se fossem actos de uma elaborada peça de teatro!

Tocaram temas novos e antigos, com novos arranjos, desde o acústico ao disco, passando pela bela da guitarrada mais agressiva! Até um tema inédito deu para tocar!
O publicou vibrou de tal maneira que só em encores foi à vontade meia-hora!

Depois de ontem a minha opinião sobre a Aula Magna mudou um pouco. O som continua a não ser grande coisa, mas se o equipamento e equipa técnica forem bons a coisa resulta muito bem!!
Por este motivo vou pedir aos Clã o contacto da empresa que trata do equipamento e som e vou enviar para o Fish!!

Colaboração de RC

FISH na Aula Magna!



Dia 5/12/2007, foi mais uma noite de música!

Tal como no ano passado, pela tournée de comemoração do vigésimo aniversário do disco Misplaced Childhood, Fish brindou-nos com a tournée de comemoração do aniversário do álbum Clutching at Straws, ambos discos criados enquanto vocalista dos Marillion. Aproveitando o evento para a promoção do novíssimo disco “13th Star”, o qual só estará disponível para o ano, mas que foi vendido aos fãs em edição especial.

Este ano também a primeira parte ficou à responsabilidade da banda portuguesa de Rock Progressivo, Forgotten Suns. Mais uma vez provaram estar ao nível do melhor que se faz neste estilo de música! Com músicos de uma qualidade impressionante, apresentam composições elaboradas e de excelente sonoridade. Apesar das visíveis influências dos grupos que marcaram o início desta escola de música têm uma identidade própria e bem definida, aproximando-se de grupos conceituados, como por exemplo, Dream Theater.

Chegada à altura da entrada de Fish a sala ficou mais composta e o público vibrou ao avistar o gigante escocês!

Com uma mescla de músicas do novo disco e trabalhos antigos a solo, tocaram quase na totalidade o disco Clutching at Straws. Com o seu jeito peculiar, Fish deu um espectáculo cheio de teatralidade, personalizando, dando uma dimensão e significado às músicas que ninguém ficou indiferente ao seu conteúdo.

No entanto…

Este ano a coisa não correu muito bem!

Talvez tenha sido a influência do título do novo disco “13th Star”……..

Relativamente a aspectos negativos a constante foi a Sala! A Aula Magna tem uma sonoridade horrível! Pelo menos para quem fica nos lugares da frente. Além disso, contra mim falo, o facto das primeiras filas serem cadeirões e o pessoal ficar esparramado e não de pé, é muito mau para quem está a dar o espectáculo, já que falta aquela química.

A coisa começou logo por correr mal com os Forgotten Suns! Quando já o pessoal estava a vibrar com os primeiros momentos instrumentais começa o vocalista e …
algo não estava bem!! O tipo estava com uma carraspana tal que lhe afectava bastante a voz!! Bastante desiludido e frustrado fez um esforço sobre-humano até ao seu limite, não poupando nas desculpas. Apesar de ter abandonado o palco antes de terminar os restantes elementos da banda deram um espectáculo instrumental inesquecível!!!

Lá acabou e começaram a arrumar o palco para a entrada do Fish.

Mas….. a demora dos técnicos no palco já estava a ser longa!

Aparentemente existia um problema técnico!!! Não queríamos acreditar!!!

Passada uma boa meia-hora lá entrou Fish!!

No entanto a coisa não ficou por aqui!

Apesar dos esforços do Fish para dar indicações ao tipo da mesa de som, durante o espectáculo nunca conseguiram acertar com um registo correcto!!

Mas valeu a pena!!

Como o Fish há muito poucos e os Forgotten Suns têm uma projecção internacional impressionante!!

Colaboração de RC

quarta-feira, novembro 28, 2007

ISTO ATÉ FAZ DOER A ALMA…




A Laurinha foi abandonada na passada 3ª feira
à noite à porta de uma associação sobrelotada.
Passou essa noite toda à chuva, dentro de uma
caixa de papel aberta, com os seus 3 filhotes.
Quando foi vista estava a tremer, gelada.

Neste momento está com as crias numa jaula minúscula
e num local nada seguro. Alguém pode ser “amigo" desta
família de miniaturas até lhes conseguirmos encontrar um lar?
Não podemos dar mais pormenores sobre a localização
deles mas trata-se de uma situação muito urgente.

Contactos: ana.mota@animaisderua.org; 93 977 02 41

Maria Pinto Teixeira
www.dharmabindu.com
www.animaisderua.org

terça-feira, novembro 27, 2007

MONSARAZ

PETIÇÃO
NÃO DEIXE DE CONTRIBUIR PARA A
CONSERVAÇÃO PATRIMONIAL

QUE É DE TODOS NÓS


Na sequencia do processo das obras de destruição
das "Ladeiras de Monsaraz" e de "Criação de Parque
de Estacionamento em Monsaraz em Zona Interdita à Construção"
junto se envia link com informações de todo o processo e
link para petição on-line. Agradecemos ainda que colabore
na divulgação e a distribuição deste e-mail e desta petição
pela sua rede de contactos.

assine aqui

Para mais informações consultar
ADIM - Associação de Defesa dos Interesses de Monsaraz
Travessa da Misericórdia 7200-175 Monsaraz
Telef. 266 557 425 Telem. 963 960 602
adim.monsaraz@gmail.com
www.adim-monsaraz.pt
http://adim-monsaraz.blogspot.com/

sexta-feira, novembro 23, 2007

PETIÇÃO - CANCRO COLO DO ÚTERO

Passem palavra!
Obrigada


Sabia que todos os anos na Europa, cerca de 50.000 mulheres
são diagnosticadas com cancro do cólo do útero e que 25.000
morrem por esta doença que pode ser quase totalmente prevenida?
Programas eficazes e organizados de prevenção contra o
cancro do cólo do útero podem prevenir
quase todos os casos de cancro do cólo do útero.
Por esta razão precisamos da sua assinatura de forma a
assegurar que todos os países da Europa
disponibilizem estes programas!

Tudo o que tem a fazer é completar a petição em:
www.cervicalcancerpetition.eu
(Só precisa de 2 minutos)

quinta-feira, novembro 22, 2007

Jorge Palma - Coliseu dos Recreios



Jorge Palma... Os Demitidos
e alguns convidados especiais como Edgar Caramelo, Gabriel Gomes,
Pedro Sotiri, Pedro Vidal e Marcos Nunes

A Gente Vai Continuar

Tira a mão do queixo, não penses mais nisso
O que lá vai já deu o que tinha a dar
Quem ganhou, ganhou e usou-se disso
Quem perdeu há-de ter mais cartas para dar
E enquanto alguns fazem figura
Outros sucumbem à batota
Chega aonde tu quiseres
Mas goza bem a tua rota

Enquanto houver estrada para andar
A gente vai continuar
Enquanto houver estrada para andar
Enquanto houver ventos e mar
A gente não vai parar
Enquanto houver ventos e mar

Todos nós pagamos por tudo o que usamos
O sistema é antigo e não poupa ninguém, não
Somos todos escravos do que precisamos
Reduz as necessidades se queres passar bem
Que a dependência é uma besta
Que dá cabo do desejo
E a liberdade é uma maluca
Que sabe quanto vale um beijo

Enquanto houver estrada para andar
A gente vai continuar
Enquanto houver estrada para andar
Enquanto houver ventos e mar
A gente não vai parar
Enquanto houver ventos e mar

Enquanto houver estrada para andar
A gente vai continuar
Enquanto houver estrada para andar
Enquanto houver ventos e mar
A gente não vai parar
Enquanto houver ventos e mar

sexta-feira, novembro 16, 2007

DIVULGAÇÃO

A Culpa não é sua!
Junte-se ao Protesto!
Passe a palavra!




aqui

quarta-feira, novembro 14, 2007

O Nome da Rosa

versão teatral de Carlos Carvalheiro a partir de

UMBERTO ECO
adaptada ao Convento de Cristo de Tomar



A Umberto Eco fascinava-o "a imagem de um monge
envenenado enquanto lia um livro na biblioteca".
E assim, nasce, em 1980, o seu primeiro romance.









Ao Fatias de Cá fascinava-o a
ideia do Convento de Cristo em Tomar como se
fosse a abadia de O Nome da Rosa.





http://www.fatiasdeca.com

segunda-feira, novembro 12, 2007

Junta as tuas meias às minhas... e torna os dias e as noites mais quentes!

Campanha de Angariação de Meias para os
Sem Abrigo de Lisboa
Comunidade Vida e Paz
Objectivo - angariar 5000 pares
de meias até à noite de Natal!


As Meias deverão ser entregues ou enviadas para:
Campanha – Aquecer Lisboa com Meias!
Rua Domingos Bomtempo, nº 7
1700 – 142 Lisboa

sexta-feira, novembro 09, 2007

o que se ouve... por aqui


Música para ser humano
novo disco dos Donna Maria.


Roubado aqui



O primeiro cd:
tudo é para sempre...

quinta-feira, novembro 08, 2007

8 de NOVEMBRO


DIA EUROPEU
DA ALIMENTAÇÃO E DA
COZINHA SAUDÁVEL

domingo, novembro 04, 2007


Sê como as ondas do mar que,
apesar de se quebrarem nos rochedos,
encontram sempre força para recomeçar

BAUM

quarta-feira, outubro 31, 2007

ASSOCIAÇÃO RARÍSSIMAS

Mercedes SLR e a Casa dos Marcos (Associação Raríssimas)

Um Mercedes SLR tem portas em “asa de gaivota” e atinge 200 km/h em 10,6 segundos, mas andar a tal velocidade não é possível na maior parte dos países. Se calhar os seus possuidores alugam autódromos e andam ali às voltas. Quantos existem em Portugal? Muito poucos e o último a chegar foi notícia no Público de 31 de Março. E dizem que é a nova menina dos olhos do seu comprador.

Sabem quanto custa?

O mesmo que a Associação Raríssimas precisa para construir uma casa – a Casa dos Marcos - para que, pelo menos 50 crianças, possam ser acolhidas e tratadas quando os seus pais fecharem os olhos (Revista XIS de 1 de Abril).

São informações destas que fazem com que os olhos se encham de lágrimas:
de um lado alguém que gasta 600 mil Euros num “brinquedo” –
do outro lado mãos estendidas a pedir um sítio para estarem.

É TRISTE SABERMOS QUE NÃO SÃO CASOS ÚNICOS!

colaboração de Clotilde Moreira, Algés

quinta-feira, outubro 25, 2007



por ser preciso

jorge reis-sá

(todos os lucros resultantes da venda
deste livro revertem para a
LIGA PORTUGUESA CONTRA O CANCRO)

terça-feira, outubro 23, 2007

"Tiqqun" a Libertação do Pecado

30 Telas de maria sobral mendonça
e um filme de lauro antónio
Obra realizada no Alentejo durante o anos de 2006 e 2007...
no dia 11 de Outubro às 18 Horas
Edifício dos Paços do Concelho em Lisboa


De domingo a sexta das 9h00 às 17h00
encerra: sábados e feriados
exposição patente até 30 de novembro.
Eça Agora - Os Herdeiros dos Maias


Tudo começa no Alegrete, palacete meio arruinado em que vive Afonso da Maia, avô de Carlos da Maia, jovem médico que se apaixona por Maria Hermengarda, fugindo dos ataques sensuais da Condessa de Varinho e deixando de lado a espampanante Lara Marlene, filha do riquíssimo Silvestre do Ó Saraiva, construtor civil que fez a sua larga fortuna através de métodos muito pouco recomendáveis.

À volta de Carlos movimentam-se Damásio Malcede, o lisboeta novo-rico, João da Régua, o eterno futuro-ministro, o Palma Cavalito, director da Trombeta do Demónio, e muitas outras personagens herdeiras dos famosos "Maias" que se movimentam freneticamente numa crónica de costumes ao gosto deste tempo prodigioso do replay e do fast food.

No meio deste enredo surge mesmo o espírito de Eça de Queiroz a pôr alguma contenção a personagens e autores.
Num registo entre o queirosiano e a telenovela, quiseram os autores, cada um a seu modo, aplicar-se num enredo paralelo ao de Os Maias, observando a sociedade portuguesa do início do século XXI pelo monóculo risonho e severo do grande Eça. Resumiu um deles: "Certamente, o Eça escreveria melhor mas não diria pior." Rosa Lobato Faria

Autores: Mário Zambujal, Luísa Beltrão, José Jorge Letria, Alice Vieira,
João Aguiar, José Fanha e Rosa Lobato Faria

dos mesmos autores: Os Novos Mistérios de Sintra e O Código d`Avintes

quarta-feira, outubro 17, 2007

Respiro o Teu Corpo

Respiro o teu corpo:
sabe a lua-de-água ao amanhecer,
sabe a cal molhada,
sabe a lua mordida,
sabe a brisa nua,
ao sangue dos rios,
sabe a rosa louca,
ao cair da noite,
sabe a pedra amarga,
sabe à minha boca.

Eugénio de Andrade

terça-feira, outubro 09, 2007

O MESMO OLHAR

É impossível evitar a comoção ao ouvir - e ver, finalmente - toda a magia de " O MESMO OLHAR", a canção que Susana Félix criou para ajudar a Raríssimas - Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras.

O CD-single está à venda no El Corte Ingles e as suas receitas alavancam a nova campanha nacional de angariação de fundos da Raríssimas, com vista à construção, já iniciada na Moita, da "Casa dos Marcos" - um centro de acolhimento único em todo o mundo, para cidadãos portadores de doenças raras.

O TREVINHO já está na rua e a Raríssimas precisa da ajuda de todos para que a “Casa dos Marcos” seja uma realidade. Por cada TREVINHO que compra estará a contribuir com 4€ para construção de uma residência para jovens com deficiências mentais e Raras. Pode encomendá-lo directamente aqui, ou fazê-lo pelo telefone 96 965 74 44.


Também já à venda em todo o país, em apoio à associação, encontra-se o livro "Histórias Raríssimas". Uma colecção de contos inéditos com a participação de Júlio Isidro (apresentador TV) , Clara de Sousa (jornalista SIC), Fernanda Freitas (jornalista RTP) , Carlos Pinto Coelho (jornalista e escritor) , José Luís Peixoto (escritor), Rosa Lobato Faria (escritora), Eduardo de Sá (psicólogo), Maria do Rosário Carneiro (deputada), João Gomes Esteves (vice-presidente da CIP e da AIP) , Mafalda Arnauth (fadista), Celina Pereira (cantora) , Rodrigo Moita de Deus (escritor), Jacinto Lucas Pires (escritor) e Maria Inês de Almeida (escritora), com prefácio de Maria Cavaco Silva.

Entretanto, a Raríssimas pede ainda uma ajuda mais específica para a construção da sua obra. Aqui fica a transcrição do apelo:

Junte-se a nós num projecto RARÍSSIMO para pessoas RARÍSSIMAS. Seja também um Trevo de 4 folhas, em que a folha diferente, a mais, é RARA.

Assim, necessitamos de conseguir arranjar:
- Material de construção (tijolos, cimento, cofragens, etc. - em suma, tudo o que
é necessário a uma edificação)
- Mão de obra
- Voluntariado para gestão do transporte, armazenamento e inventariação dos
donativos.

Se possui forma de ajudar ou conhece alguém que possua, apresente a Raríssimas, a Casa dos Marcos e a vantagem de os donativos poderem ser deduzidos em sede de IRS/IRC.

A todos o nosso ObrigadÍSSIMA
A Direcção da Raríssimas
Raríssimas - Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras

Rua Cidade de Rabat, 34, 3º Dtº Alto dos Moinhos
1500-163 LISBOA
Tel: 217956205/969657445
web: www.rarissimas.pt
e-mail: info@rarissimas.pt
blog: http://rarissimas.blogs.sapo.pt

quarta-feira, fevereiro 21, 2007

DESAPARECERAM



Na passada segunda-feira de carnaval, (19 de Fevereiro) entre as 17h30/18 e as 19hH00 os três cães de uma amiga nossa/vossa, fugiram do jardim da casa onde vivem no Montijo.

É um cocker macho, dourado, uma cadela pastor alemão, e uma cadela pastor belga.

Peço a todos - encarecidamente - que divulguem pelos v/contactos a notícia. O canil municipal e a Câmara do Montijo estão avisados. Têm sido feitas buscas intensas na localidade mas ainda sem sucesso. As cadelas estão identificadas com microchip subcutâneo, embora nas coleiras não conste o contacto telefónico.

Qualquer informação que tenham por favor comuniquem aqui no blogue ou nos blogues da Teresa Durães.


Grata.
Sinceramente
Isabel Magalhães